Servidores baianos fazem dia de protesto no Iguatemi

Cerca de 200 representantes de diversos sindicatos se uniram nesta terça-feira (25) em defesa do serviço público na Bahia. Com faixas, apitos, pernas-de-pau, fanfarras e banda de percussão, os servidores públicos fizeram um ato em frente ao Iguatemi, antecipando a comemoração do dia deles, que é celebrado nesta sexta (28).

Professores municipais e estaduais, médicos, agentes penitenciários, policiais civis, trabalhadores do Judiciário Federal, das Universidades do Estaduais da Bahia (Uneb) e de Feira de Santana (Uefs) e servidores da Sefaz (Secretaria da Fazenda) participaram do protesto.

Eles repartiram um bolo de 10 metros de comprimento feito com 25 bolos menores de 40 cm. O doce foi decorado com a mensagem: "R$ 13 bi cresceu tem que dividir", em referência à estimativa de arrecadação de tributos no estado este ano, que os funcionários públicos defendem que seja utilizado para melhorar as condições de trabalho deles.

Segundo Adilson Araújo, presidente da CTB-BA, existem pautas específicas de cada categoria, mas as reivindicações gerais são a valorização do servidor público, a divisão da arrecadação com os funcionários e melhorias das condições de trabalho, além do pagamento da URV, medida de correção monetária usada na década de 90.

Por conta da manifestação, professores estaduais e municipais, policiais civis e médicos estiveram de braços cruzados nesta terça, suspendendo as aulas e atendimentos nas delegacias e ambulatórios.

Fonte: O POVO