NEGOCIAÇÕES COM SESCAP CONTINUAM SEM AVANÇOS!

Após seis rodadas de negociação sobre a Convenção Coletiva dos Trabalhadores (CCT) 2013 dos auxiliares de escritórios de contabilidade, o saldo é de pouco avanço.

O setor patronal defendido pelo Sindicato das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisa do Ceará (SESCAP) rejeita a grande maioria das propostas feitas pelos trabalhadores.

Na última negociação, ocorrida em 08 de julho, a Federação dos Trabalhadores, Empregados e Empregadas em Comércio e Serviços do Estado do Ceará (FETRACE) apresentou as seguintes reinvindicações: Piso salarial de 800 (oitocentos) reais, reajuste salarial anual de 9,5%, auxílio alimentação por dia trabalhado de 11 (onze) reais, auxílio creche de 185 (cento e oitenta e cinco) reais e desconto no vale transporte equivalente a 4%. Outros pontos defendidos tratam da 13ª e 14ª Cláusula da CCT.

A cláusula 13ª, proposta pelos trabalhadores, representa o adicional de estímulo. Com isso, as empresas devem estimular o desenvolvimento profissional da categoria, concedendo o adicional de 2% sobre os salários base de empregados com certificados de cursos de aperfeiçoamento técnico/profissional.

Estes cursos devem ser realizados em instituições reconhecidas oficialmente e possuírem a carga mínima de 80 horas/aula. Esse adicional será concedido durante o período em que o trabalhador estiver executando funções compatíveis com a habilitação conseguidas em seus certificados.

Já a cláusula 14ª trata do anuênio, que representa que a cada ano de serviços trabalhados em uma mesma empresa. Após esse período o trabalhador terá direito a um adicional mensal de 2% do salário nominal.

Porém a SESCAP, não aceita o valor de 2% e só aceita que a formação fique a cargo das empresas.

Trabalhador lute por seus direitos!