Fortaleza: Ato contra o Golpe reúne lideranças sindicais no Aeroporto

Um alerta à sociedade e aos parlamentares cearenses para as medidas do governo golpista contra os trabalhadores. Foi esse o recado dado pelo Sindicato APEOC e outras organizações sindicais na madrugada desta terça-feira (23/08) em ato realizado no Aeroporto Pinto Martins, em Fortaleza. A ideia era pressionar os deputados e senadores cearenses a caminho de Brasília a votarem contra os projetos que tramitam no Congresso e ameaçam a soberania nacional e o orçamento da Educação e da Saúde.

O presidente do Sindicato APEOC, Anizio Melo, afirmou que é hora de mobilização em todo o país para defender os interesses da classe trabalhadora. “Estamos no planejamento de uma greve geral nacional. Temos que intensificar essa jornada de luta para barrar o golpe do governo interino, que atinge a Educação Pública e outros setores”, ressaltou Anizio.

Entre os projetos que ameaçam a área e já estão em tramitação no Congresso Nacional:

PEC 241: pretende suspender por 20 anos a vinculação constitucional de recursos para a educação e a saúde;

PL 4.567: trata da privatização da exploração petrolífera na camada pré-sal, com sérios riscos para a soberania energética brasileira e para os recursos do petróleo a serem destinados à Educação e à Saúde.

O presidente da CUT Ceará, Will Pereira, também participou do “Madrugão contra o Golpe” e convocou a sociedade a participar das atividades dos sindicatos e centrais sindicais para dizer não à onda conservadora que destrói as relações de trabalho, a carteira assinada e põe em risco o serviço público, principalmente a Educação. Além da CUT, representantes do Sindicato dos Metalúrgicos, Movimento dos Atingidos por Barragens, União da Juventude Socialista e outros movimentos sociais também integraram a comitiva no aeroporto.

Fonte: Sindicato APEOC

Leave a Comment