Contracs participa de Fórum de Redes Sindicais Multilatinas no Chile

A Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio e Serviços da CUT (Contracs/CUT) participou durante os dias 20, 21 e 22 de junho de 2016, na cidade de Santiago do Chile, do 2º Fórum de Redes Sindicais Multilatinas.

A Contracs participou de todas as atividades em Santiago representada pelo presidente Alci Matos Araujo e pelo secretário de relações internacionais Eliezer Gomes.

O fórum foi promovido pela UNI Américas Comercio em parceria com a Fundação Friedrich Ebert Stiftung – FES e reuniu aproximadamente 60 trabalhadores e trabalhadoras da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Peru e Uruguai para analisar, discutir e construir estratégias e ações voltadas às grandes empresas multilatinas instaladas e em plena atividade em nossa região, tais como: Falabella, Riplay e Cenconsud.

Antes mesmo da abertura do evento no dia 20 de junho, todos os participantes do fórum visitaram, em comitiva, as instalações de algumas unidades das empresas, que oportunizou a todos conhecer um pouco das práticas e do funcionamento das multinacionais.

O evento fez uma apresentação geral da situação atual das empresas bem como dos desafios impostos ao movimento sindical na busca pela efetivação do trabalho decente para os trabalhadores e trabalhadoras através das garantias, da manutenção e da ampliação dos direitos dos trabalhadores/as.

Para Alci Matos Araujo, o fórum foi muito importante, pois além de reunir lideranças sindicais e de base de vários países do nosso continente, que enfrentam realidades muito parecidas, a temática abordada vem reforçar a efetiva política da Contracs em defesa da classe trabalhadora, em especial do comércio e serviços. “Nossa luta por trabalho decente e pela garantia de direitos foi amplamente contemplada no fórum de Santiago”.

Para Eliezer Gomes, o evento representou mais um momento muito importante para o fortalecimento e unidade da classe trabalhadora em nosso continente e demonstrou claramente, a partir das discussões e dos relatos, que a classe patronal encontra-se a cada dia mais alinhada e focada, portanto atividades como esta servem também para avançarmos enquanto classe trabalhadora para além-fronteiras. “Os desafios são enormes.” sentenciou.

Debates
Uma das discussões abordada durante o fórum foi sobre os tratados de livre comércio nas Américas e seus impactos no setor bem como as formas que o movimento sindical deve enfrentar os novos modelos de negócio, suas novas diretrizes e procedimentos. O debate ainda tratou do e-commerce e das novas tecnologias concluindo que ambos tem sido grandes vilões na redução de postos de trabalho em todo o planeta.

No último dia de reunião, trabalhadores e trabalhadoras se reuniram em grupos por empresa, oportunidade em que foram feitas profundas análises e levantamentos de pontos comuns entre os países presentes. Estes levantamentos produziram uma base de conteúdos a serem focados sindicalmente.

Após as reuniões em grupos foram tirados alguns questionamentos e em seguida apresentados em plenário aos representantes das empresas, que participaram de uma espécie de fórum.

Intercâmbio regional
Ainda no Chile, Alci e Eliezer se reuniram com dirigentes do SIL – o maior sindicato nacional interlojas do Walmart no Chile, oportunidade que propiciou a visita os trabalhadores e trabalhadoras e as dependências da loja Hiper Líder em Santiago, ouvindo e trocando informações com os colegas chilenos.

Durante o encontro foi firmado um tratado de intenções entre a Contracs e o SIL de realizar alguns intercâmbios entre trabalhadores e trabalhadoras do Walmart do Brasil, Chile e Argentina. A ideia do intercâmbio será ainda formalizada e discutida entre as partes.

COMMENTS

Leave a Comment