Contracs denuncia condições de trabalho na empresa Contax

No dia 15 de maio, às 13 horas,  em frente a empresa Oi/Contax, foi relizado um ato para denunciar as condições de saúde no trabalho em telemarketing. A mobilziação marocu o final do  1º Encontro Nacional de Saúde e Segurança do Trabalho da Confederação dos Trabalhadores em Comércio e Serviços da Central Única dos Trabalhadores (Contracs-Cut).

Participaram da atividade a Federação dos Trabalhadores, Empregados e Empregadas no Comércio e Serviços do Estado do Ceará (Fetrace),  o Sindicato dos Trabalhadores em Telemarketing do Estado do Ceará (Sintratel/Ceará)  e  41 entidades sindicais de todo o país. O diretor de Saúde do Trabalhador do Sindicato dos Comerciários do Espírito Santo, José Amaral, afirmou que “nós, o movimento sindical, devemos denunciar as atrocidades e exigir para a nossa juventude, condições de trabalho decente”.

Na oportunidade foi distribuído um informativo, construído em parceria com o Sintratel/Ceará, a Contracs/Cut e a Fetrace, e que alerta os riscos de doenças ocupacionais, além de exigir o cumprimento do anexo 2, da Norma Regulamentadora 17. Também foram denunciadas as condições de trabalho e as práticas anti-sindicais realizadas pela empresa Oi/Contacs.

Decilio Freitas, Secretário de Saúde e Segurança do Trabalho da Fetrace afirma que “muitos, após seis meses de trabalho, já apresentam enfermidades e têm dificuldades de se recolocar no mercado de trabalho”.

Para denunciar a situação de exploração na Oi/Contax, foi realizado uma apresentação com a Trupe Tramas de Teatro, que interagiu com o público.