A violência contra a mulher: tema da prova do Enem

Por Helenice Pereira – Diretora administrativa do Sindicato dos Comerciários de Fortaleza

Quando o MEC divulgou o tema da redação do Enem “a persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira” fiquei muito sensibilizada e feliz ao perceber que a luta das mulheres está de fato começando a ser levado a sério. O atual ministro da Educação, Aloizio Mercadante, foi muito feliz em sua fala, quando ressaltou que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não seria um “exame nacional da educação machista”.
Os candidatos(as) à prova nacional estavam ali representando todas nós mulheres, principalmente as mulheres que sofrem violência doméstica. Infelizmente no Brasil não existe estimativas sobre a proporção de mulheres que são assassinadas por parceiros. As mortes de mulheres decorrentes de conflitos de gênero, ou seja, pelo simples fato de ser mulher, são geralmente perpetrados por homens, principalmente parceiros ou ex-parceiros, e decorrem de situações de abusos no domicílio, ameaças ou intimidação, violência sexual, ou situações nas quais a mulher tem menos poder ou menos recursos do que o “bicho homem com H”.
Quero parabenizar o Ministério da Educação (MEC), professores e autores da elaboração do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), além dos alunos(as), que com clareza abordaram um assunto de tão grande importância na sociedade brasileira, referente a nossa luta feminista, pela a erradicação da violência contra a mulher no mundo.

Viva o feminismo. Viva a luta das mulheres!
Comerciárias dizem NÃO à violência!

Leave a Comment